Secretaria da Cultura

go!
Cadastro para Jornalistas
Nome:
Email:
Veículo:
Função:
Endereço:
Cidade: Estado: Cep:
Telefone:
Cadastro para Jornalistas


Solicitação de cadastro enviada com sucesso!
Em breve faremos contato.
Memória | Depoimentos Públicos
Ismael Guiser (1927-2008)
Fotos: Reproduções
O documentário foi feito mediante relatos de personalidades da dança brasileira e de entrevistas de Ismael Guiser. Não houve depoimento público. Figuras da Dança 2008
O Balé do 4º Centenário teve seu valor, mas principalmente para bailarinos amadores.
Eu sou a favor de tudo que seja bem feito, clássico sim, contemporâneo sim, teatro sim, expressão corporal sim, tudo é sim. Nada é não, tudo é bem feito e deve ser aceito, quando é mal feito nada é válido.
Não se deve limitar a arte jamais.
O brasileiro é mais harmonioso, tem uma elegância natural, ele tem o dom de se mover com uma certa graça, mas ele não é muito disciplinado.
Quando a gente diz que a pessoa está iluminada, sim ela esta iluminada, mas ela estudou com muito critério a coordenação, como um passo se inicia e como ele termina. E tudo isso vai criando a tal aura que o bailarino tem.
Este sou eu.
A Alegria do Ismael do Cyro del Nero
Cyro del Nero pronunciou-se no programa Figuras da Dança da TV Cultura dedicado a Ismael Guiser.
Ele lembrou na sua fala da profunda alegria com que o Ismael envolvia a todos que o rodeavam. (E é claro que ele referia-se àqueles que tinham a capacidade de abrir-se e recebê-lo). No vídeo podia-se ver a imagem dessa alegria relembrada refletida no seu rosto. Ao saber hoje pelo radio da morte do Cyro logo perguntei-me se a alegria do Ismael que ele tanto festejava desapareceria da terra com sua partida.
Depois senti uma imensa saudade antecipada da voz que anima diariamente A Celebração do Dia. Então compreendi que a alegria do Ismael jorrava a diário nos textos charadas quiz que Cyro nos lançava por FM. Então compreendi que
essa alegria já mora em todos os que alguma vez encontramos ou ouvimos o cenógrafo, historiador, radialista. Então compreendi melhor do que nunca a tal falada unidade universal.
Agora, enquanto caminho pela ensolarada praça Buenos Aires, vislumbro nos olhos de tantas pessoas as alegrias do Ismael e do Cyro fundidas como gatos brincando com novelos, como pássaros rajando espaços entre árvores, como gargalhadas de crianças com brilho de olhos de sol de parque de manhã de inverno.

Luis Arrieta
São Paulo, 31 de julho de 2010
Rua Três Rios 363 | 1º andar| Bom Retiro
São Paulo | SP | CEP 01123-001
Tel: +55 11 3224-1380
REALIZAÇÃO:

Website desenvolvido por VAD