Secretaria de Cultura e Economia Criativa
bandeira Espanha bandeira Inglaterra
-A A+
WCAG2A-Conformance
São Paulo companhia de Dança Associação Prodança

SPCD

Bailarinos

Ammanda Rosa (1990)

Ammanda Rosa
Leony Boni

Natural de São Paulo (SP), aos oito anos começou seus estudos em dança na Escola Municipal de Bailado. Em 2007, formou-se na Especial Academia de Balé em clássico de repertório e contemporâneo. Foi premiada em Joinville e Nova York (YAGP) e diplomada solista pela Royal Academy of Dance de Londres, em 2007. Pela São Paulo Companhia de Dança foi solista de Serenade, de George Balanchine; e Gnawa, de Nacho Duato.

Ana Roberta Teixeira (1992)

Ana Roberta Teixeira
Leony Boni

Natural de Curitiba (PR), iniciou seus estudos em balé clássico em 2001 na Escola de Dança Teatro Guaíra (EDTG). Em 2007, ganhou uma bolsa para o Harid Conservatory pelo Youth America Grand Prix (YAGP), nos Estados Unidos, formando-se em 2010. No ano seguinte, estagiou na Columbia Classical Ballet, dirigida por Radenko Pavlovich, em Columbia (EUA). Trabalhou com importantes professores e coreógrafos como Rick McCullough, Carla Heineck, Victoria Schneider, Olivier Pardina, Svetlana Osyeva, entre outros. Entrou para a SPCD em 2012.

Ana Silva (1989)

Ana Silva
Acervo SPCD

 
Iniciou seus estudos em dança aos 15 anos. Em 2003 ingressou no Ballet Carla Perotti, tendo como mestres Gustavo Lopes e Lilia Shaw .Em 2006 foi estagiária na Cisne Negro Companhia de Dança e bailarina do Grupo Jovem Paulista, na direção de Guilherme Maciel. Em 2009 foi bailarina da Cia de Dança Adriana Soares. De  2011 a 2013 foi bailarina da Cia Brasileira de Ballet, na direção de Jorge Teixeira. Em 2015 a 2018 foi bailarina da Cia Sesc de Dança em Belo Horizonte, participando de montagens com Alan Falieri, Alex Soares, Cassilene Abrantes, entre outros. 

Artemis Bastos (1983)

Artemis Bastos
Alana Gardin

Iniciou seus estudos em balé clássico aos seis anos, na Cadência Ballet em Rio Claro, interior de São Paulo. Deu continuidade à sua formação no Camilla Ballet, em São Paulo. De 2002 a 2004, integrou a Companhia Estável do Elenco Promodança, onde foi primeira bailarina sênior. Participou como convidada da Mostra de Danças Clássicas, do Centro Cultural de São Paulo (CCSP), em 2003 e 2006. Continuou sua profissionalização no Malosá Studio de Danças, adquirindo experiência também como professora de dança. Ingressa na SPCD em 2009 e atualmente se prepara para a estreia de O Lago dos Cisnes, na temporada 2018.

Beatriz Paulino (1996)

Beatriz Paulino

Paulistana, iniciou os estudos na dança aos sete anos. Formada pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil em 2015, dançou montagens clássicas e contemporâneas como solista e corpo de baile em Dom Quixote, O Quebra-Nozes, Ensejo, Mundo Líquido, entre outros.  Apresentou-se na Áustria com o Salzburg Ballet em 2014 no O Lago dos Cisnes. Em 2015, compôs o corpo de baile de Giselle com o Ballet Bolshoi de Moscou durante a turnê brasileira e integrou a Companhia Jovem Bolshoi Brasil em 2016. Em 2017, fez parte da Companhia de Danças Sesiminas e, em 2018, integrou a Companhia Jovem do Theatro Municipal de São Paulo. 

Carolina Pegurelli (1998)

Carolina Pegurelli
Gustavo Bernardes/SPCD

Natural de São Paulo, começou os estudos em dança aos 10 anos na Escola Municipal de Bailado de Taboão da Serra. Aos 13, entrou para o Grupo Jovem Paulista e, em seguida, para o Raça Centros de Artes. Em 2015 participou da final do YAGP em Nova York (EUA), onde recebeu duas bolsas de estudos para o Jofrey Ballet School e The Rock Dance School. Em 2016 foi vencedora do prêmio Toshie Kobayashi. Integrou o elenco de O Quebra-Nozes, da Cisne Negro Cia. de Dança, sob direção de Hulda e Dani Bittencourt. Foi bailarina do Washington Ballet e se apresentou em países como Argentina, México e Estados Unidos. 

Cecilia Valadares (1996)

Cecilia Valadares
Alana Gardin

De 2013 até 2017 trabalhou com a Cia Brasileira de Ballet, dançando clássicos como solista e corpo de baile em Giselle, O Lago dos Cisnes e O Quebra Nozes. Participou de Suites como Flauta Mágica, Paquita e Noite Walpurgs, além de balés curtos como Majissimo e Carnaval em Veneza. Entre os anos de 2017 e 2018 foi contratada pelo Theatro Municipal do Rio de Janeiro e dançou na abertura do Festival de Dança de Joinville. Ao longo de sua carreira atuou com os coreógrafos Henrique Talmah, Mozart Mizuyama, Bruno Lobo, Rafael Gomes, Marcelo Missalides, Alessio Carbone e Christine Ceconello. Está na temporada 2018 de O Lago da Cisnes da SPCD.

Letícia Forattini (1987)

Letícia Forattini
Leony Boni

Natural de Brasília (DF), começou a dançar em 1997 na Academia Lúcia Toller, e deu continuidade aos estudos com a maitre Gisele Santoro. Em 2005, por meio do Seminário Internacional de Dança de Brasília, partiu para a Alemanha, onde estagiou na Companhia de Ballet do Theater Magdeburg. No ano seguinte, ingressou na Companhia de Ballet do Theater Nordhausen (Alemanha), onde permaneceu até 2010. Ainda na Alemanha, integrou o elenco da Companhia de Ballet do Stadttheater Bremerhaven. Entra na SPCD em 2013.

Luciana Davi (1986)

Luciana Davi
Leony Boni

Luciana Davi iniciou a sua formação em 1998 na Escola Pró-dança de Ballet em Uberlândia (MG). Em 2001, ingressou na Vórtice Escola de Danças Clássicas, onde concluiu seus estudos na técnica clássica e contemporânea, tornando-se bailarina do Grupo Vórtice Cia. de Dança. Em 2010, passou a integrar a Cia. Brasileira de Ballet, no Rio de Janeiro (RJ), sob direção de Jorge Texeira, apresentando-se no Brasil e no exterior, como nos Estados Unidos, China e Israel. Em 2013, integrou a Cia. de Dança Deborah Colker, e em 2014 passou a integrar o Ballet Nacional de Sodre (Uruguai), sob direção de Julio Bocca. Em 2015, entrou para a São Paulo Companhia de Dança.

Luiza Yuk (1989)

Luiza Yuk
Leony Boni

Natural de Pelotas (RS). Iniciou os estudos na Escola Dicléia F. de Souza. Atuou como solista da Cia Jovem Bolshoi Brasil, dirigida por Pavel Kazarian, durante quatro anos. Em 2009, participou de um workshop intensivo no Ballet do Teatro Bolshoi em Moscou (Rússia), sob direção de Alexei Ratmansky. No ano seguinte, estagiou com a La La La Human Steps, em Montreal (Canadá), dirigida por Édouard Lock. Em 2011, esteve em Vancouver como bailarina da Companhia Coastal City Ballet, e em 2012, ingressou no Ballet Dortmund (Alemanha). Voltou ao Brasil para integrar o elenco da SPCD.

Marina Peña (1998)

Marina Peña

Natural de São Paulo, iniciou os estudos na dança aos oito anos no Kleine Szene Studio de Dança. Em 2013, participou do Seminário Internacional de Dança de Brasília onde conquistou bolsa de estudos para a Pacific Dance Arts em Vancouver, Canadá. Em 2017, graduou-se na escola Vienna State Opera, Áustria, sob direção de Simona Noja, e apresentou-se em diferentes países como China, Rússia e Estados Unidos. Ingressou na Junior Company Wiener Staatsballet no mesmo ano, onde apresentou-se em clássicos como O Lago do Cisne, La Bayadere e Giselle

Michelle Molina (1983)

Michelle Molina
Leony Boni

É paulistana e iniciou aulas de dança aos cinco anos. Em 1996, ingressou na Escola Municipal de Bailado de São Paulo, onde se formou em 2001. Foi aluna de Tony Abbott, Miti Warangae, Aracy de Almeida, Ruth Rachou, Ibis Montoto, e Ruben Terranova. Integrou o Corpo de Baile do Esi Dancers e da Company Ballet, onde também foi professora e coreógrafa. Ingressou na SPCD em 2009, onde dançou Sechs Tänze e Petite Mort, de Jirí Kylián, entre outras obras.

Paula Alves (1996)

Paula Alves
Leony Boni

Natural de São Caetano do Sul (SP), iniciou seus estudos em dança aos cinco anos na Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Em 2014 se formou em balé clássico pela Especial Academia de Ballet. Entre 2009 e 2014 fez parte da Companhia Brasileira de Danças Clássicas, em São Paulo. Entre 2014 e 2015 estagiou no Texas Ballet Theater, nos Estados Unidos. Em 2011 foi premiada como Melhor Bailarina no Festival de Joinville e recebeu a medalha de prata no YAGP NYC Finals. Entrou para a SPCD em 2016.

Poliana Souza (1995)

Poliana Souza
Charles Lima

Natural de Altamira (PA), iniciou os estudos em dança aos 12 anos no Ballet Art Altamira. Entre 2010 e 2013 foi aluna do Centro de Movimento Deborah Colker. Em 2015 formou-se em balé clássico na Escola Carioca de Dança e Arte, sob direção de Ronaldo Martins. Participou de diversos festivais no Brasil. Integrou a Cia. Jovem Dalal Achcar e o elenco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. 

Renata Peraso (1989)

Renata Peraso
Leony Boni

Natural de São Paulo (SP), iniciou os estudos em dança em 2000 na Fundação das Artes de São Caetano do Sul, em São Paulo, seguindo para a Escola de Ballet Ismael Guiser. Em 2006, viajou para países vizinhos onde fez carreira em companhias como o Ballet Municipal de Assunção (Paraguai), dirigido por Miguel Bonin; Ballet da Província de Salta (Argentina), sob direção de Leandro Regueiro; e, por último, para o Ballet Nacional del Sodre (Uruguai), dirigido por Julio Bocca. Entre seus mestres, constam nomes como Toshie Kobayashi, Ismael Guiser e Sasha Svetloff. Entrou na SPCD em 2014.

Thamiris Prata (1987)

Thamiris Prata
Leony Boni

Iniciou seus estudos aos sete anos. Formou-se em balé clássico pela Escola de Bailados Municipal de Santos e Educadora Física pela Faculdade de Educação Fisica de Santos. Ganhou medalha de ouro no Festival de Dança de Joinville. Atualmente é solista da São Paulo Cia de Dança e integrante desde a sua formação. Dançou como solista em "Serenade" e "Tchaikovsky Pas de Deux", e demi-solista de "Theme and Variations", todas peças de Balanchine. Foi escolhida por Márcia Haydeé para ser a primeira bailarina de sua nova versão de Dom Quixote. Interpretou Pimpinella do balé "Pulcinella" de Giovanni Di Palma.

Alan Marques (1991)

Alan Marques

Natural de Americana (SP), iniciou os estudos na dança aos 16 anos. Em 2010, participou do Seminário Internacional de Dança de Brasília onde conquistou bolsa de estudos para a Goh Ballet Academy, de Vancouver. Apresentou-se com a Ballet Nacional del Sodre por quatro anos e integrou a Companhia Estável de Dança de Piracicaba (CEDAN), direção de Camilla Puppa. Dentre as obras que já dançou, constam Romeu e Julieta e Carmen.

Bruno Veloso (1985)

Bruno Veloso
Leony Boni

Nasceu em São Paulo. Iniciou a carreira na Escola de Ballet Sandra Amaral, no ano de 2003, e, em 2006, ingressou no Espaço de Danças e Artes Paulista. Entre 2003 e 2008, atuou como solista na Companhia Estável Promodança. Integra a São Paulo Companhia de Dança desde 2010, onde atuou em diversas obras, como Gnawa, de Nacho Duato, Theme And Variations, de George Balanchine; e Petite Mort, de Jirí Kylián.

Daniel Reca (1982)

Daniel Reca
Leony Boni

Nasceu em Rosário (Argentina). Estudou na Escola de Ballet do Teatro Colón entre 2004 e 2005 e, posteriormente, na Escola de Dança Contemporânea do Teatro San Martin. Em 2007, integrou o elenco do Ballet Contemporâneo do Teatro San Martin, sob direção de Maurício Wainrot. Em 2008, viajou para o Chile para dançar no Ballet de Santiago, com direção de Marcia Haydée, onde permaneceu até 2013. No Chile, dançou obras como Romeo e Julieta, de John Cranko; Bolero de Ravel, de Maurice Bejart, e outras. Integra a SPCD desde 2013.

Diego de Paula (1984)

Diego de Paula
Leony Boni

Natural de Suzano (SP), iniciou seus estudos em dança em 1995, no Studio Márcia Belarmino. Em 2001, foi admitido na Akademie des Tanzes, dirigida por Birgit Keil, em Mannheim (Alemanha). Em 2003, foi contratado pela Badisches Staatstheater Karlsrule, também na Alemanha, onde foi promovido solista em 2006 e primeiro bailarino em 2008, cargo que ocupou até 2011. Já dançou obras de Uwe Scholz, Jean-Christopher Maillot, Hans Van Manen, Mac Millian, Balanchine, Peter Wright, Ashton, e outros. Entrou para a São Paulo Companhia de Dança em 2011.

Geivison Moreira (1992)

Geivison Moreira
Leony Boni

Nasceu em Valinhos (SP), onde iniciou os estudos no Curso de Ballet Clássico da Casa da Cultura Vicente Musselli. Em 2003, participou do Cuballet, onde foi solista de obras como O Corsário, Dom Quixote e O Lago dos Cisnes, todos de Marius Petipa (1818-1910). Em 2007, foi aprovado na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville (SC). Recebeu diversos prêmios ao longo de sua carreira, entre eles o 1º lugar no XIV New Fest Dance de Campos do Jordao (2010). Entrou na SPCD em 2013.

Hiago Castro (1995)

Hiago Castro
Leony Boni

Natural de São Luís, iniciou seus estudos em dança aos 14 anos no Ballet Olinda Saul. Em 2015 se formou em balé clássico e contemporâneo na Escola de Dança Petite Danse, no Rio de Janeiro. Integrou a Companhia Brasileira de Ballet em 2013 e a Companhia Ballet Jovem Dançar a Vida entre 2014 e 2015. Faz parte da SPCD desde 2016.

João Gabriel Inocêncio (1999)

João Gabriel Inocêncio
Alana Gardin

Iniciou sua carreira 2015, no Espaço Dânia Amaral em Ribeirão Preto onde participou de seus primeiros ballets de repertório, tais como Giselle, Coppélia e Sonho de Uma Noite de Verão. Participou de vários cursos e festivais de dança, como Promodança, Festival de Dança de Joinville, Prêmio Paulista de Dança, Festival de Dança de Salto, curso de férias da Especial Academia de Dança 2016 e curso de férias do Ballet Adriana Assaf 2017. Atualmente carrega o prêmio de Denai-Solista Sênior 2017, também integrante da Cia Paulista de Dança dirigida por Adriana Assaf e está no elenco da SPCD de O Lago dos Cisnes, temporada 2018.

Joca Antunes (1985)

Joca Antunes
Leony Boni

Nasceu no Rio de Janeiro (RJ), começou a estudar balé aos 13 anos no Grupo Cultural de Dança – Ilha, prosseguindo depois na Escola Estadual de Dança Maria Olenewa. Formou-se na London Studio Centre, dançou no Ballet Jovem do Rio de Janeiro, na DeAnima Ballet Contemporâneo, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, na Companhia de Dança de São José dos Campos e na K-Ballet Company, em Tóquio (Japão). Ingressa na São Paulo Companhia de Dança em 2008.

Kaique Barbosa (1992)

Kaique Barbosa
Alana Gardin

Começou seus estudos em ballet clássico na Escola Municipal de Ballet Prof. Roosevelt Pimenta em Natal-RN. Se formou e dançou na Cia Jovem Ballet ARRJ, onde se apresentou na Gala do World Ballet Competition – USA  2015/2016. Integrou a Companhia Brasileira de Ballet do Rio de Janeiro em 2017, sob direção de Jorge Teixeira e compôs o elenco das obras Giselle, Swan Lake e Quebra Nozes. Atualmente se prepara para dançar o clássico O Lago dos Cisnes pela SPCD, na temporada 2018.

Leonardo Pedro (1994)

Leonardo Pedro

Formado em balé clássico pelo Ballet Paula Gasparini, o bailarino paulistano iniciou os estudos na dança aos 17 anos no projeto Joaninha do Ballet Stagium. Participou do Seminário Internacional de Dança de Brasília onde conquistou bolsa de estudos para IBSTAGE Summer Course, Barcelona. Entre 2013 e 2016, apresentou-se na temporada de O Quebra Nozes na Cisne Negro Cia de Dança. Integrou a Companhia Jovem do Theatro Municipal de São Paulo e conquistou premiações como Melhor Bailarino no Festival Passo de Arte Seletiva São Paulo (2016) e Medalha de ouro no Festival Passo de Arte Internacional (2016).

Luan Barcelos (1995)

Luan Barcelos
Acervo SPCD

Nascido em Belo Horizonte, começou os estudos em dança aos sete anos na escola Toute Forme. Aos 10, ingressou na Cel. Cia de Dança. Entre 2010 e 2012 participou do projeto Corpo Cidadão, do Grupo Corpo, na capital mineira. Entre 2010 e 2014 integrou a Cia de Dança SesiMinas. Em 2015 fez parte da Cia de Dança Deborah Colker. Entre 2015 e 2017 fez parte da Cia Paulista de Dança. 

Mateus Rocha (1996)

Mateus Rocha
Alana Gardin

Aos seis anos de idade, em 2002, iniciou sua formação na Escola Suely Freire em Belo Horizonte. Em 2007, ingressou na Compasso Academia de Dança, onde começou seus estudos na técnica clássica e contemporânea, orientado por nomes como: Bettina Bellomo, Lúcia Vieira e Tindaro Silvano. Em 2013 passou a estudar na escola The Harid Conservatory em Boca Raton (USA) sob a direção de Gordon Wright. Retornou ao Brasil e ingressou na Cia. Cisne Negro, no ano de 2016. Em 2018 dançou na Escola do Teatro Municipal do Rio de Janeiro sob a direção de Jorge Teixeira e Hélio Beijani e estreia em novembro o clássico O Lago dos Cisnes, pela SPCD.

Matheus Queiroz (1996)

Matheus Queiroz
Acervo SPCD

Natural de Campinas (SP), iniciou seus estudos em dança aos 14 anos na Academia Opus Studio. Paralelamente estudou e dançou nas academias Ballet Beth Rodrigues, Iris-Ativa Lina Penteado, Espaço D e Studio A Camila Juste Ballet. Em 2014 integrou a Faces Ocultas Cia de Dança. Em 2015 fez parte do elenco de La Sylphide, da São Paulo Companhia de Dança. Foi escolhido como melhor bailarino no Festival de Inverno de Campos do Jordão, onde recebeu como prêmio uma bolsa de estudos para o Miami City Ballet School. 

Nielson Souza (1990)

Nielson Souza
Leony Boni

É baiano e começou a dançar em 2000. Seu primeiro contato com o balé clássico foi aos 13 anos, em Salvador (BA), onde também integrou o Balé Jovem de Salvador, companhia de dança contemporânea dirigida por Matias Santiago. Em 2006, ingressou na Escola de Ballet do Teatro Bolshoi no Brasil. Teve como principais professores: Amarildo Cassiano, Ana Sampaio, Jair Moraes, Denis Nevidomyy e Nicolay Akchurin. Ingressou na SPCD em 2010.

Otávio Portela (1989)

Otávio Portela
Leony Boni

Natural de Salvador, iniciou seus estudos em dança aos 19 anos. Em 2010 ingressou na Escola de Dança da FUNCEB, onde se formou em balé clássico, dança moderna e contemporânea, em 2012. Em 2010 também ingressou no Balé Jovem de Salvador, dirigido por Matias Santiago. Em 2012 integrou a Cisne Negro Companhia de Dança, em 2014 fez parte da Companhia de Dança do Palácio das Artes  e em 2013 da BrazzDance Theater, em Miami (EUA). É bailarino da SPCD desde 2016.

Vinícius Vieira (1992)

Vinícius Vieira
Leony Boni

Natural de Joinville (SC), estudou de 2003 a 2011 na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Em 2012, foi contratado pela Companhia Jovem Bolshoi Brasil, sob direção de Pavel Kazarian, onde atuou como bailarino em obras de repertório e criações, como Jurei Pro Amor Um Dia Te Encontrar, de Jomar Mesquita; e Giselle, de Vladmir Vasiliev. Foi convidado a atuar como o príncipe Desirée no balé A Bela Adormecida, de Petipa, no Teatro Municipal de Lima (Peru). É bailarino da São Paulo Companhia de Dança desde 2013.

Yoshi Suzuki (1989)

Yoshi Suzuki
Leony Boni

Nasceu em Ribeirão Preto (SP), iniciou seus estudos em dança no Colégio Larcordaire Sant´Anna com sapateado e jazz. Em 2005, começou seus estudos em balé clássico no Studium Carla Petroni, com Ricardo Camargo, onde se formou como técnico em dança. Em 2007, integrou a Cia. de Dança de São José dos Campos e foi aluno do Pavilhao D, sob direção de Ricardo Scheir. Neste mesmo ano, ganhou o título de Melhor Bailarino do Festival de Danças de Joinville (SC). Integrou a Companhia Brasileira de Ballet, dirigida por Jorge Texeira em 2008, mesmo ano que entrou para a SPCD.

São Paulo Companhia de Dança
Rua Três Rios 363  •  1º andar  •  Bom Retiro  •  São Paulo  •  SP  •  01123-001  •  Tel: +55 11 3224-1380
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 19h00 e Sábado, das 10h00 às 14h00

SPCD
Histórico
Direção Artística
Bailarinos
Audições
Expediente
PRODUÇÃO
Criações
Remontagens
Circulação de
Espetáculos
Programas de Sala
EDUCATIVO
Inscrições
Espetáculo
Gratuito
para Estudantes
e Terceira Idade
Palestra para
os Educadores
Oficinas de Dança
Seminário
Internacional
de Dança
Ateliê
Internacional
SPCD
Brincadeiras
de Dança
MEMÓRIA
Dança em Rede
Figuras da Dança
Dança em
Construção
Livro de Ensaios
Exposições
Fotográficas
COMUNICAÇÃO
Acessibilidade
comunicacional
Releases
Fotos para
download
Na mídia
Cadastro de
imprensa
ASSINATURAS
Seja um assinante
Temporada 2019
Temporada 2018
Temporada 2017
Temporada 2016
Temporada 2015
Temporada 2014
Temporada 2013
AGENDA
TRABALHE
CONOSCO
Vagas disponíveis
Compras
Contratações
Envie seu Currículo
PRÓ-DANÇA
Sobre o Pró-Dança
Conselheiros
e Diretoria
Estatuto
Relatórios
e Balanços
Capezio
Plie
Balletto
CBN
Transparência APD/SPCD
Ouvidoria da Sec. de Estado da Cultura
Portal Transparência Cultura
Contador Amigo