Secretaria da Cultura

go!
Cadastro para Jornalistas
Nome:
Email:
Veículo:
Função:
Endereço:
Cidade: Estado: Cep:
Telefone:
Cadastro para Jornalistas


Solicitação de cadastro enviada com sucesso!
Em breve faremos contato.


Olhares
O coregrafo Marco Goecke no pode reclamar de falta de ateno. O nativo de Wuppertal, que visto pelos crticos e fs como um brilhante solitrio da cena alem de dana, s pode ser considerado como realmente bom. Peekaboo, seu trabalho de coreografia mais recente, a melhor prova da afirmao acima: Ele foi o destaque do programa de dana deste ano. Para todos os elencos que ainda se apresentaro em Wolfsburg ser, no mnimo, muito difcil superar esta pea

Kerstin Hergt
abril de 2013 | Hannoverfche Allgemeire | Hanover, Alemanha

Visualizar outros depoimentos  

 
Temporada 2014
PASSADO-FUTURO
Neste ano a SPCD apresenta obras que vão do clássico ao contemporâneo em séries marcadas pela diversidade e pelo ineditismo e contará com estreias e remontagens de grandes nomes do universo da dança, além de peças do repertório da Companhia.  
A ideia que organiza esta temporada é a tradição viva no corpo de hoje, um presente intenso impregnado de passado sugerindo um futuro. Fazer parte de uma tradição é ser capaz de renovar, cultivar e reinventar o passado no presente. É vivo tudo que nutre, que interessa, que tem sucessivas etapas de contestação e renovação do passado. Nesse ano, colocamos lado a lado obras de diferentes gêneros da dança clássica e obras contemporâneas, provocando um pouco o olhar para perceber o que é continuidade e o que é ruptura nessa grande trajetória da dança cênica ocidental.

Grand Pas de Deux de O Cisne Negro

Estrearemos La Sylphide (1836), um conto de fadas para todas as idades, marco do balé romântico no qual a dupla aparição feminina – sensual e etérea – simboliza a dualidade do corpo e do espírito; O Grand Pas de Deux de O Cisne Negro (1876), o clássico dos clássicos, um dos mais conhecidos balés do mundo, onde há variadas gamas de emoções e sentimentos humanos. O desafio para os intérpretes é técnico mas também de interpretação; Le Spectre de La Rose (1911), um clássico moderno, no qual vemos uma nova relação entre o homem e a mulher. Ela sonha com o perfume da rosa que recebeu na sua primeira festa, e ele dança encarnando o espírito da rosa. As três peças contam com coreografia do espanhol Mario Gallizzi a partir das obras originais de August Bournoville, de Marius Petipa e de Michel Fokine, respectivamente;  Workwithinwork (1998), de William Forsythe, um dos maiores nomes da dança contemporânea, é um trabalho no qual as diversas entradas e saídas de cena criam um fluxo de movimento e novas configurações e revelando distintas possibilidades do traço do gesto no espaço.



Aqui vemos a gramática da dança clássica como base de questões contemporâneas, refletidas na obra pelo uso do espaço, do corpo, na composição das cenas, no tempo e nas dinâmicas dos movimentos. A música, duo de violino, vol. 1 (1979-83) de Luciano Berio, traz tons, vozes e impulsos para os movimentos; Édouard Lock, coreógrafo e diretor do grupo canadense Lalala Human Steps fará uma criação para a São Paulo, com música original de Gavin Bryars - uma releitura das 4 estações de Vivaldi, para um quinteto de cordas. Lock esculpe cada movimento no corpo do bailarino de acordo com sua personalidade. Para ele a técnica clássica enfatiza uma compreensão do corpo como uma construção estrutural. Uma geometria biológica expressa através de um conjunto de linhas idealizadas e, até certo ponto, tradicionais.



A técnica do balé continua sendo uma ferramenta poderosa para abordar temas contemporâneos e para expor os conflitos inerentes à nossa percepção evolutiva do corpo. Os jovens coreógrafos Rafael Gomes e Cassilene Abranches estreiam suas criações no Ateliê de Coreógrafos Brasileiros 2014. Gomes é bailarino da São Paulo Companhia de Dança e nos últimos dois anos tem proposto investigações coreográficas para o elenco da São Paulo. Cassilene foi bailarina do Grupo Corpo, de Belo Horizonte, por mais de dez anos e coreografa desde 2009. Em cada obra podemos ver em grande medida as relações sociais e as ideias de uma época.


 
A temporada se completa com as obras que fazem parte do repertório da São Paulo: criações dos brasileiros Rodrigo Pederneiras, Ana Vitória e Jomar Mesquita, do alemão Marco Goecke e do italiano Giovanni di Palma, além de remontagens de grandes nomes da dança como Jirí Kylián, Nacho Duato, William Forsythe e Eric Gauthier.
 
Vistas lado a lado, as coreografias revelam caminhos formais, afetivos e simbólicos, que tornam a ambigüidade dos gestos ainda mais evidentes e revelam traços da dança cênica em diferentes tempos.

Inês Bogéa
Diretora artística da SPCD
 
 
Blog da SPCD
SPCD em full time 
Mário Quintana já disse “a poesia é dança e a dança é alegria”. Foi assim, em ritmo de alegria, descontração e muita dança, o fim de semana da SPCD. As atividades começaram logo na sexta-feira (14), em Paraguaçu Paulista, no Cine – Teatro Lucila Nascimento, onde a companhia realizou o Espetáculo Aberto Para Estudantes e Terceira Idade, e continuaram no sábado com a Oficina de Dança – Técnica de Balé Clássico, ministrada por Guivalde Almeida. Ainda na cidade foram apresentadas as obrasGnawa, de Nacho Duato; Ballet 101, de Eric Gauthier e o Grand Pas de Deux de Dom Quixote, de Marius Petipa, no espetáculo noturno. Clique aqui e leia a matéria na íntegra.


Luiza Lopes e Daniel Reca em The Seasons, de Édouard Lock | Crédito Édouard Lock

SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA | CAMPINAS (SP)

São Paulo Companhia de Dança - mantida pelo Governo do Estado de São Paulo e sob direção de Inês Bogéa – em corealização com a Secretaria Municipal de Cultura - se apresenta pela primeira vez em Campinas e estreia The Seasons, criação internacional exclusiva para a SPCD assinada por Édouard Lock, um dos mais importantes nomes da dança contemporânea da atualidade com música original do britânico Gavin Bryars, executada ao vivo pelo Percorso Ensemble. As apresentações acontecem nos dias 25 e 26 de abril, sexta e sábado, sempre às 21h, no Teatro José de Castro Mendes (R. Conselheiro Gomide, 62). Os espetáculos contam ainda com a apresentação de Gnawa, do espanhol Nacho Duato. Além dos espetáculos noturnos, a Companhia realiza um Espetáculo Aberto para Estudantes e Terceira Idade e duas Oficinas de Dança. Os espetáculos e atividades são gratuitos. 
 
No dia 24 (quinta-feira), às 10h, no Teatro José de Castro Mendes, a SPCD apresenta um Espetáculo Aberto Para Estudantes e Terceira Idade. Nesta atividade, Inês Bogéa sobe ao palco para mediar brincadeiras com os alunos, trazendo a dança para uma linguagem lúdica e divertida. Na manhã de sábado, 26, a Companhia realiza duas oficinas de dança: Técnica de Balé Clássico e Repertório em Movimento, no Teatro José de Castro Mendes, das 10h às 11h30; e das 11h45 às 13h, respectivamente. A oficina de balé clássico será ministrada pelo professor convidado Renato Paroni, e a de repertório pelo professor e ensaiador Milton Coatti. As inscrições estão disponíveis no site da SPCD. Informações pelo e-mail educativo@spcd.com.br.


SERVIÇO:
Dias 25 e 26 de abril | sexta-feira e sábado, às 21h
Local: Teatro José de Castro Mendes
Endereço: Rua Conselheiro Gomide, 62
OBS: Os ingressos devem ser retirados na bilheteria uma hora antes do início do espetáculo.

Espetáculo Aberto para Estudantes e Terceira idade
Dia 24 de abril | quinta-feira, às 10h
Local: Teatro José de Castro Mendes
Endereço: Rua Conselheiro Gomide, 62

Oficinas de Dança
Técnica de Balé Clássico, com Renato Paroni
Dia 26 de abril | sábado, das 10h às 11h30
Local: Teatro José de Castro Mendes
Endereço: Rua Conselheiro Gomide, 62
Inscriçõeshttp://spcd.com.br/proximas_atividades.php

Repertório em Movimento, com Milton Coatti
Dia 26 de abril | sábado, das 11h45 às 13h
Local: Teatro José de Castro Mendes
Endereço: Rua Conselheiro Gomide, 62
Inscriçõeshttp://spcd.com.br/proximas_atividades.php

 

 
1º ATELIÊ INTERNACIONAL SPCD | PIRACICABA (SP)
 
Voltado para bailarinos pré-profissionais e profissionais, professores, jornalistas e fotógrafos de dança, o 1º Ateliê Internacional São Paulo Companhia de Dança acontece entre os dias 29 de abril e 3 de maio, na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, no Engenho Central. Todas as atividades são gratuitas mediante inscrição e seleção. O evento irá arcar com alojamento e alimentação dos selecionados.
 
O Ateliê dá continuidade às atividades de produção, difusão e sustentação da dança cênica e promove um estudo teórico-prático de técnicas de dança (clássica e contemporânea) e de métodos de formação do bailarino dos dias de hoje, buscando dar acesso a técnicas e práticas corporais com mestres de renome nacional e internacional.
 
Durante cinco dias os participantes se dividirão em quatro grupos distintos para aulas de Balé Clássico, Técnica de Forsythe, Dança Contemporânea, História da Dança do Brasil, História da Dança do Ocidente. Todos participarão de processos coreográficos assinados por importantes coreógrafos do Brasil e exterior. Durante o dia, as atividades ocorrem nas salas de ensaio e, de noite, nos palcos. Nos dias 29 e 30 de abril, a São Paulo Companhia de Dança apresenta obras de seu repertório; no dia 1º de maio, os bailarinos da Cedan (Companhia Estável de Dança de Piracicaba), sobem ao palco; no dia 2, será apresentado um espetáculo ainda sem definição; e no dia 3, os alunos do processo coreográfico apresentam suas montagens desenvolvidas durante o Ateliê. Os espetáculos têm mediação de Inês Bogéa, diretora artística da São Paulo Companhia de Dança.
 
O Ateliê também possui uma programação especial para os professores. Além de acompanharem as aulas, eles participam de conversas sobre dança clássica, contemporânea, metodologia e criação mediadas por Marcela Benvegnu, coordenadora de Educativo, Memória e Comunicação da SPCD, e convidados. Os jornalistas e fotógrafos selecionados serão acompanhados por um orientador e produzirão um material especialmente para o blog do Ateliê e para o Jornal de Piracicaba.
 
Você pode acessar a página do 1º Ateliê Internacional SPCD clicando aqui. Participe e inscreva-se!
 
SERVIÇO | 1º ATELIÊ INTERNACIONAL SPCD
Para bailarinos profissionais e pré-profissionais, professores, jornalistas e fotógrafos de dança
Dias 29 de abril a 3 de maio
Local: Engenho Central de Piracicaba
Endereço: Av. Maurice Allain, 454 – Parque do Engenho – Piracicaba(SP)
OBS: Evento gratuito mediante inscrição e seleção
Inscrições: http://spcd.com.br/atelie_inscricoes.php
Informações: atelie@spcd.com.br

 
Cena de Petite Mort, de Jirí Kylián  | Foto Wilian Aguiar
 
SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA | CAMPANHA DE ASSINATURAS 2014 
 
A nova temporada de assinaturas da SPCD apresenta obras que vão do clássico ao contemporâneo em séries marcadas pela diversidade e pelo ineditismo. Com seis diferentes programas, a temporada contará com estreias e remontagens de grandes nomes do universo da dança, além de peças de sucesso que compõem o repertório da Companhia.
 
O argentino Mário Galizzi remontará La Sylphide (1836), o marco do balé romântico visto no corpo dos bailarinos de hoje. Galizzi foi bailarino do Ballet de Hannover e no Ballet de Frankfurt, na Alemanha, além de ter dirigido o Teatro Argentino de la Plata e o Teatro Colón. O Grand Pas de Deux de O Cisne Negro (1876), de Marius Petipa, o clássico dos clássicos, e Le Spectre de La Rose (1911), de Michel Fokine, um balé clássico moderno, serão remontagens de Galizzi. Petite Mort, de Jirí Kylián, obra ícone deste coreógrafo tcheco, que marcou seu nome à frente do Nederlans Dance Theatre, estreia na temporada de assinaturas 2014. A SPCD ainda fará uma remontagem internacional inédita.
 
Os jovens coreógrafos Rafael Gomes e Cassilene Abranches estreiam suas criações no Ateliê de Coreógrafos Brasileiros 2014. Gomes é bailarino da São Paulo Companhia de Dança e nos últimos dois anos tem proposto investigações coreográficas para o elenco da Companhia. Cassilene foi bailarina do Grupo Corpo, de Belo Horizonte, por mais de dez anos e coreografa desde 2009. Todos os programas são compostos de importantes obras que já integram o repertório da SPCD.
 
A assinatura pode ser feita no site da Ingresso Rápido (http://www.ingressorapido.com.br/assinaturas/spcd), ou pelo telefone (11) 3224-1383, de 14 de dezembro a 11 de maio de 2014. As novas assinaturas estão disponíveis por R$ 75 (somente assinatura) ou R$ 90 (assinatura + Gala). Ao término deste período, confira os valores no site da Ingresso Rápido.
 
Junte-se à SPCD em mais uma temporada de espetáculos no Teatro Sérgio Cardoso!
Rua Três Rios 363 | 1o andar | Bom Retiro
São Paulo | SP | CEP 01123-001
Tel: +55 11 3224-1380
REALIZAÇÃO:

Website desenvolvido por VAD